quarta-feira, setembro 27, 2006

quinta-feira, setembro 21, 2006

Muse - Sing For Absolution

















Lips are turning blue
A kiss that can't renew
I only dream of you
My beautiful

Tiptoes in your mood
A starlight in the gloom
I only dream of you
And you're never near


Sing for absolution
I will be singing
And falling from your grace

There's nowhere left to hide
And no one to confide
The truth burns deep inside
And will never die

Lips are turning blue
A kiss that can't renew
I only dream of you
My beautiful

Sing for absolution
I will be singing
And falling from your grace

Sing for absolution
I will be singing
And falling from your grace

I won't remain unrectified
and our souls won't be as new







.................................................

(Nas horas onde se ouve o silêncio... nada como prencher o vazio com MUSE)
 

domingo, setembro 17, 2006

Thoughts...

"My eyes have seen you
Let them photograph your soul
Memorize your alleys on a endless roll..."
(Jim Morrison)

terça-feira, setembro 12, 2006

Penso em ti...

" O que posso eu fazer
Se o desejo de te querer
É maior que a necessidade
De te esquecer... "

quarta-feira, setembro 06, 2006

Turbulência nocturna...


















O brilho intenso marcou-me
Como se fosse o olhar
O teu...
No silêncio procuro-te
Amo-te escondida...
Deixo o luar testemunhar
A mágoa do meu caminho
Vejo o rosto como trilho
O desejo do meu querer...
A tua voz ausente
Gravada na memória
Corre no meu corpo
Deixando a marca da saudade...
Por vezes paro
Ouvindo letras
Cantadas entre sons
Lembrando no tempo
O tempo que não te tenho
Fico perdida
Na espera do sinal
Ansiando o carinho
Da forma mais banal
E de ti... um gesto
Acalma o meu peito
Que nasce batendo

Ao ritmo da paixão...


(este poema foi-me oferecido, por uma pessoa muito especial é uma pena estar guardado numa gaveta... é tão lindo... por isso decidi partilhá-lo com quem passa por aqui...) :)

segunda-feira, setembro 04, 2006

........................

Para quê falar... se TU não me queres ouvir...
Talvez o silêncio faça sentido...

sábado, setembro 02, 2006

(...)

" ...A cidade está deserta,
E alguém escreveu o teu nome em toda a parte:
Nas casas, nos carros, nas pontes, nas ruas.
Em todo o lado essa palavra
Repetida ao expoente da loucura!
Ora amarga! ora doce!
Pra nos lembrar que o amor é uma doença,
Quando nele julgamos ver a nossa cura!"
(Ornatos Violeta)